1.a

Eclipse Solar
Como o espaço interplanetário é quase um meio homogêneo e isotrópico, a luz se propaga em linha reta, por isso os planetas e satélites (como a Lua) possuem sombra (cone de sombra da Lua).



Em algumas ocasiões, a sombra e a penumbra da Lua se projetam sobre uma área da superfície da Terra. Aqueles que se encontram onde a sombra se projeta assistem a Lua encobrir completamente o Sol e, uma escuridão como a noite durar por alguns minutos,  o chamado eclipse solar total. Aqueles que se encontram onde a penumbra se projeta sobre a Terra, assiste a Lua encobrir parcialmente o Sol, o chamado eclipse solar parcial. 


Anualmente podem ocorrer de dois a cinco eclipses solares. Mas, a região da superfície da Terra que a penumbra da Lua cobre é relativamente muito maior que da sombra, por isso é muito mais fácil assistirmos um eclipse solar parcial, que um total.

A fotografia tirada do espaço mostra um eclipse solar sobre o México. 

Os eclipses solares acontecem com a Lua na fase nova, em que se encontra entre o Sol e a Terra.


Mas todo mês a Lua passa pela fase nova, e por que não acontece um eclipse todo mês?

Porque o plano da órbita da Lua é inclinado cerca de 6o em relação ao plano da órbita da Terra (eclíptica), então a fase nova da Lua tem que ocorrer quando ela estiver na interseção desses dois planos, e isso não acontece todo mês, depende das posições da Lua e da Terra em suas respectivas órbitas.




Fases da Lua

As fases da Lua correspondem a forma que vemos a Lua iluminada (pelo Sol) a partir da Terra,  enquanto ela realiza seu movimento de revolução (ou translação) evolta do nosso planeta. Como já vimos, o período de revolução da Lua é de, aproximadamente, 28 dias (quatro semanas).




Durante um mês, a Lua será vista no céu das seguintes formas:





Quem está no hemisfério oposto, vê também de forma oposta:





Lua Nova nasce por volta das 6h da manhã e se põe às 18h, ou seja, fica no céu durante todo dia, embora não seja possível vê-la pois é ofuscada pelo céu azul.

A Lua no Quarto Crescente nasce por volta de meio dia, e se põe à meia noite.

Lua Cheia, nasce por volta das 18h, e se põe às 6h da manhã do outro dia. É vista durante toda a noite no céu.

A Lua no Quarto Minguante nasce por volta da meia noite, e se põe por volta do meio dia.

Nas fases intermediárias, os horários que a Lua nasce se se põe no horizonte vão avançando conforme os dias da semana vão se passando. O quadro abaixo mostra estes horários para o mês de abril/maio de 2020.






































Você pode encontrar estes horários atualizados para a Cidade do Rio de Janeiro na seguinte página:
https://www.apolo11.com/efemerides.php?uf=RJ&cidade=RJ+-+Rio+de+Janeiro


O período entre duas Luas Novas consecutivas é chamada de Lunação e, dura aproximadamente 29,5 dias. 

Perceba que não é o mesmo período de revolução da Lua (28 dias). Isso acontece porque o Sistema Terra-Lua está em movimento em torno do Sol (Translação). Quando a lua completa 1 volta em torno da Terra, ela ainda não está completamente na fase nova (o sistema se moveu em relação ao Sol), é preciso ainda mais 1 dia e meio para isso.